Cromoterapia

//Cromoterapia
Cromoterapia 2016-10-12T16:40:57+00:00

“A felicidade do corpo consiste na saúde, e a do espírito, na sabedoria.”

Tales de Mileto

A Cromoterapia é a ciência que utiliza a vibração das cores do espectro solar para restaurar o equilíbrio físico-energético em áreas do corpo que apresentam alguma disfunção. As propriedades terapêuticas de cada cor vão agir nos campos energéticos que chamamos de Chakras, corrigindo e reativando o campo vibratório celular.

A Cromoterapia é uma terapia holística por tratar o ser como um todo. Cada cor tem uma vibração específica, atuando desde o nível físico até níveis mais sutis. A aplicação de cada cor tem como finalidade suprir carências de determinadas vibrações energéticas no corpo e neutralizar o excesso de outras.

A vibração de cada cor pode ser introduzida no corpo através de alimentos, líquidos e sólidos solarizados, luz solar ou artificial, visualização de cores, roupas, ambientes, pedras e cristais. Um dos maiores cromoterapeutas do mundo, o Prof. Renê Nunes, tem vários livros publicados sobre o assunto, bem como, um arquivo com mais de 11000 casos de cura das mais diversas doenças. Ele apresenta, em seus livros, combinações de cores e procedimentos específicos para o tratamento de cada caso.
A Cromoterapia trata de inúmeras disfunções orgânicas , tais como, pressão alta ou baixa, arteroesclerose, anemia, gastrite, úlcera, hepatite, hemorroidas, cálculos renais, Mal de Parkinson, cefaléia,bronquite, sinusite, conjuntivite e, até mesmo, queda de cabelo. Com o aparelho de Cromoterapia, podem ser realizadas sessões, utilizando cores e procedimentos específicos para o tratamento de cada disfunção.

USO TERAPÊUTICO DAS CORES

Vermelho – age como desobstruidor e cauterizador das veias, vasos e artérias e elimina impurezas do sangue
Laranja – energizador muscular, elimina gorduras em áreas localizadas, libido
Amarelo – fortifica o corpo e age em tecidos internos
Verde – anti-infeccioso, anti-séptico e regenerador
Azul – acalma e equilibra, é analgésico
Índigo – coagulante
Violeta – sedativo dos nervos motores e sistema linfático, cauteriza as infecções e inflamações

A HISTÓRIA DA CROMOTERAPIA

Várias foram as civilizações antigas, como a egípcia, a grega, a indiana, a chinesa e outras que fizeram uso das cores para tratamento de saúde. Na China e na Índia a cor era mais relacionada à Mitologia e à Astrologia. Na Grécia muitos filósofos-médicos foram absorver o conhecimento da ciência médica na fonte egípcia, com os sacerdotes-médicos. A Cromoterapia está intimamente ligada ao antigo Egito assim como a própria Medicina. O vínculo da Medicina ao Egito data de 2800 a.C. com IMHOTEP, considerado o Pai Universal da Medicina, pois foi ele quem escreveu os primeiros livros de Medicina, em rolos de papiros. E também foi ele quem fundou a primeira Escola de Medicina. Séculos mais tarde, Hipócrates (460-377 a.C.), médico grego, esteve no Egito estudando a matéria Médica com os sacerdotes-médicos, durante três anos. De retorno a Cós, sua cidade natal, fundou a primeira Escola de Medicina da Grécia e elaborou o Juramento Médico baseado nos escritos de Imhotep. Também o tratamento médico com o uso de cores iniciou no Egito, conforme pesquisas do Dr. Paul Galioughi, autor do livro “La Médicine des Pharaons”, onde relata como os sacerdotes-médicos tratavam os doentes com as cores, utilizando-se de flores e pedras preciosas. Então, podemos dizer que a Cromoterapia nasceu no antigo Egito; adormeceu milênios; e ressurge como uma Medicina-energética, assim como a Homeopatia e a Acupuntura.

PESQUISADORES

Diversos foram os pesquisadores do uso das cores, dos quais citamos:

John Ott – Médico e Diretor do Instituto Sarasota – Flórida/USA, que pesquisou o efeito das cores sobre tumores cancerosos. Autor do livro “Health And Light”;

Dinasha Ghadiali – Médico indiano, residente em New Jersey/USA, que estruturou a Cromoterapia em bases científicas. Autor de uma Enciclopédia, em 3 volumes, sobre a utilização das cores nas doenças;

Niels Finsen – Médico em Copenhague, Dinamarca. Autor do livro “Propriedades Actínicas da Luz do Sol”. Fundou o Instituto da Luz para a cura de pacientes com tuberculose. Realizou curas surpreendentes em cerca de dois mil pacientes com a aplicação da Cromoterapia, recebendo o Prêmio Nobel, em 1903;

René Nunes – Jornalista, Conferencista e Professor, de Brasília – Brasil (falecido em 1995), que se dedicou à pesquisa e aplicação da Cromoterapia em mais de dez mil pacientes, obtendo grande índice de recuperação. Autor de diversas obras, das quais cito “Cromoterapia Técnica”. Foi o grande divulgador da Cromoterapia como ciência médica-energética no Brasil e no exterior.

CIÊNCIA

A Cromoterapia está fundamentada em três ciências:

  • Medicina:  A arte de curar;
  • Física:  Ciência que estuda as transformações da energia, em especial no capítulo dedicada à natureza da luz: sua origem no espectro eletromagnético e seus elementos, como comprimento de onda, freqüência e velocidade;
  • Bioenergética: – Ciência que demonstra a existência do corpo bioenergético, analisando a energia vital.

A Cromoterapia faz o equilíbrio do fluxo energético e trata a causa física, eliminando a dor e restabelecendo a saúde após uma série de aplicações, numa média de dez a quinze.

A Cromoterapia consta da relação das principais terapias alternativas ou complementares reconhecidas pela OMS em 1976, de acordo com a Conferência Internacional de Atendimentos Primários em Saúde de 1962, em Alma-Ata. Essa relação foi ratificada pela OMS em 1983, através do Diretor Geral da World Health Organization-OMS, Dr. Halfdan Mahler, e pelo Diretor do Programa de Medicinas Tradiconais da OMS, Dr. Robert Bannerman.

Fonte: http://www.cromoterapia.org.br/

 

Print Friendly, PDF & Email