Símbolos – Estrela

//Símbolos – Estrela

Símbolos – Estrela

Bom dia Amigos!

Acessem o site: www.temploholistico.com.br e Fique de Olho nas promoções para a Mystic Fair!

Nosso símbolo de hoje é a Estrela.

A estrela é considerada o símbolo da verdade, do espírito e da esperança. Sua natureza noturna dirige as estrelas a representar a luta contra as forças da escuridão e do desconhecido. Enquanto a multiplicidade de estrelas pode ter as associações de desintegração, sua natureza fixa traz conotações de ordem e destino. A Estrela é o unir do espírito com a mediação da alma.

Quando uma estrela individual é empregada como um símbolo esotérico, seu significado depende do número e às vezes da orientação de seus pontos.

 

Estrela de David:

Estrela de Davi

Conhecida também como escudo supremo de David, é um símbolo em forma de estrela formada por dois triângulos mágicos sobrepostos, iguais, tendo um a ponta para cima e outro para baixo, utilizado pelo judaísmo e por seus adeptos. Outro nome dado a este símbolo é “Selo de Salomão”.

Esotericamente, o triângulo que aponta para cima é o carma ativo, a luz parte da ponta, se abrindo em leque para baixo. Na Umbanda está relacionada com duas mãos postas voltadas para cima, em oração aos senhores da luz que reproduz a elevação cósmica. O espiritual.

O triângulo voltado para baixo significa a lei da execução, o carma passivo, na Quimbanda o triângulo negativo são mãos postas voltadas para baixo, em oração aos senhores da forma (plano concreto).

A união dos dois, resulta no hexagrama que é a Harmonia dos opostos. Simboliza a reencarnação do homem na terra, o resgate e a ascensão, o espiritual e o carnal.

 

Pentagrama:

 PentagramaA estrela de cinco pontas está entre os principais e mais conhecidos símbolos, pois possui diversas representações e significados, evoluindo ao longo da história. Passou de um símbolo cristão para a atual referência onipresente entre os neo-pagãos com vasta profundidade mágica.

Em um dos mais antigos significados do pentagrama, os Hebreus designavam como a Verdade para os cinco livros do Pentateuco (os cinco livros do Velho Testamento, atribuídos a Moisés). Na Grécia Antiga, era conhecido como Pentalpha, geometricamente composto de cinco “As”.

O pentagrama também é encontrado na cultura chinesa representando o ciclo da destruição, que é a base filosófica de sua medicina tradicional. Neste caso, cada extremidade do pentagrama simboliza um elemento específico: Terra, Água, Fogo, Madeira e Metal. Cada elemento é gerado por outro, (a Madeira é gerada pela Terra), o que dará origem a um ciclo de geração ou criação. Para que exista equilíbrio é necessário um elemento inibidor, que neste caso é o oposto (a Água inibe o Fogo).

A geometria do pentagrama e suas associações metafísicas foram exploradas por Pitágoras e posteriormente por seus seguidores, que o consideravam um emblema de perfeição. A geometria do pentagrama ficou conhecida como “A Proporção Divina”, que pode ser observada nos projetos de alguns templos. Era um símbolo divino para os druidas. Para os egípcios era o útero da Terra, mantendo uma relação simbólica com as pirâmides.

O Pentagrama também foi associado aos quatro elementos essenciais (terra, água, ar e fogo) mais o quinto, que simboliza o espírito (q quintaessência dos alquimistas e agnósticos).

 

Pentagrama Invertido:

Pentagrama InvertidoCom Eliphas Levi (escritor, ocultista e mago cerimonialista francês), o pentagrama foi associado ao conceito do bem e do mal. Ele ilustra o pentagrama microcósmico ao lado de um pentagrama invertido (formando a cabeça do bode, Baphomet).

O pentagrama voltou a ser usado em rituais pagãos a partir de 1.940 com Gerald Gardner (escritor, ocultista e bruxo tradicionalista), sendo utilizado nos rituais simbolizando os três aspectos da deusa e os dois do deus, surgindo assim a nova religião Wicca. Desse modo, o pentagrama retoma sua força como poderoso talismã, ajudado pelo aumento do interesse popular pela bruxaria e Wicca, que a partir de 1.960, torna-se cada vez mais disseminada e conhecida. Essa ascensão da Wicca, gera uma reação da Igreja da época, chegando ao extremo quando Anton LaVey (líder da primeira organização abertamente satânica da história), adota o pentagrama invertido (em alusão a Baphomet de Levi), como emblema da sua Igreja de Satanás e faz com que a Igreja Católica considere que o pentagrama (invertido ou não) seja sinônimo de símbolo do Diabo, difundindo esse conceito para os cristãos. Assim naquela época, os Wiccanos para se protegerem dos grupos religiosos radicais, chegaram a se opor ao uso do pentagrama.

Até hoje o pentagrama é um símbolo que indica ocultismo, proteção e perfeição. Independentemente do que tenha sido associado em seu passado, ele se configura como um dos principais e mais utilizados símbolos mágicos da cultura Universal.

Paz e Luz!

Dani

Print Friendly, PDF & Email
2017-03-18T20:45:09+00:0031 agosto 2014|Categorias: Símbolos|Tags: , , , , |

About the Author: