Perdão

Perdão

O perdão é o completo esquecimento das ofensas.

Muitas vezes vivemos situações onde outa pessoa nos inflige sofrimentos terríveis e extremamente difíceis de serem esquecidos.
E passamos a vida remoendo esta situação. Gravamos em nossa mente a cena, as palavras, as dores, os sons e até os cheiros da época em que ocorreu.
Cada vez que lembramos, revivemos a cena, e sofremos.

O que acontece conosco?

Revivemos a dor, não apenas emocionalmente, mas fisicamente. O coração acelera, a raiva vem à tona, o estômago dói, a boca fica seca, enfim, o corpo responde.

Albert Einstein descreveu muito bem esta situação quando disse: “Guardar ressentimentos é tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra”.

Mas o que fazer então? Como perdoar? Como deixar de sentir este rancor?

Temos que ter em mente que o perdão é libertação.
Não apenas libertar o agressor, mas principalmente libertar a nos mesmos.
A pessoa já lhe fez mal, e você continua a dar importância a ela até hoje.

Sabemos que é muito mais fácil falar do que fazer e que realmente existem casos em que o perdão parece praticamente impossível.
Porém precisamos exercitar o perdão dia a dia, um pouquinho por vez.
Em primeiro lugar temos que deixar de enviar vibrações de ódio e raiva. Isso já vai ajudar bastante no seu bem estar.

Todas as vezes que vierem estes pensamentos, mude o foco: “Não quero pensar nisso” e procure fazer algo que goste.
Com o tempo e prática, vamos aos poucos nos desapegando destas emoções, até que o acontecimento não terá mais espaço em nossa vida.
Ao mudar o foco e passarmos a nos preocupar com nós mesmos, com a nossa saúde, equilíbrio e evolução, vamos deixando a pessoa que nos prejudicou de lado.
Até que começamos a perceber que ela não tem entendimento, não tem discernimento.

Quantas situações de ódio se arrastam por séculos, criando um círculo vicioso de sofrimento para ambas as partes.
E estas situações permanecem até que as duas partes resolvam este passado, aceitando o que ocorreu e perdoando.

Lembre-se, se alguém lhe prejudicou hoje, é porque você o prejudicou no passado. Isto é líquido e certo.
Ninguém passa por aquilo que não deve passar. Na vida não há coincidências nem acaso.

Quando passamos por alguma dor, temos que aceitar sem nos revoltar. E tirar o melhor de tudo isto. Sempre haverá uma lição a ser aprendida.

Muita paz.

Fernanda Filippini

 

Print Friendly, PDF & Email
2017-03-18T21:52:06+00:0002 julho 2015|Categorias: Reflexões|Tags: |

About the Author:

Olá, meu nome é Fernanda, mas me chamam de Nanda, Fê, Fer, etc.. fique à vontade! Tenho 48 anos, nasci e moro em São Paulo. Sou espiritualista e procuro retirar o melhor que cada religião tem a oferecer. Trabalho numa fraternidade espírita há muitos anos. E com o passar do tempo, as pessoas começaram a me procurar para conversarem, desabafar, falar sobre seus problemas. De alguma forma inspirava confiança nelas. Paralelamente fui me aperfeiçoando nas Terapias Holísticas. Minha mediunidade é a intuição. Minha mentora direta é Nahira e a cigana que me acompanha é Lia. Elas estão sempre por perto me orientando e ajudando quando preciso ouvir e aconselhar alguém. Muitas vezes eu mesma me surpreendo com as palavras que falo. Fora elas temos os mentores da Fraternidade que orientam nosso trabalho, pois independente de qualquer coisa, nosso maior desejo é que as pessoas realmente descubram a força que têm dentro de si mesmas.