O homem que vê

//O homem que vê

O homem que vê

“O problema é que a realidade dói e a ilusão alivia.
É melhor mergulhar no doce, mesmo que ele não exista, do que no amargo.
E assim se divide o homem que vê, daquele que coloca a venda nos olhos.”
Saulo Calderon

Olá amigos,

Acompanhando os posts de um grupo espiritualista, me deparei com este comentário do Saulo (Saulo Calderon – www.viagemastral.com), que concordo plenamente.

Isto me fez refletir sobre a atitude da maioria das pessoas que parecem não querer encarar de frente os problemas e desafios da vida.

Como vocês sabem, trabalho numa fraternidade espírita, e num dia de palestra, desenvolvi o tema “Deixe sua vida mais leve”. Já no final da tarde, uma amiga sugeriu que eu escrevesse sobre os obsessores. Esclarecer as pessoas sobre quem são, os motivos que os faz se aproximarem de nós, etc. Achei ótimo e desenvolvi um outro texto.

Na hora da palestra, eu coloquei os dois temas para ver qual as pessoas iriam querer. Foi um teste para mim mesma, pois intimamente eu tinha “certeza” que elas iriam querer saber sobre os obsessores, pois nas minhas buscas iniciais pela espiritualidade procurei conhecer estes pontos mais fortes e pouco divulgados.

Para minha surpresa a sala escolheu “Deixe sua vida mais leve”, e ouvi ainda alguns comentários do tipo: “Ah, obsessor é um assunto muito pesado”.

Lembrei deste fato ao ler o comentário do Saulo, um cara que eu respeito muito, espiritualista dedicado, focado em divulgar e esclarecer as pessoas sobre espiritualidade e viagem astral.

Sinto exatamente o que ele disse, as pessoas querem a parte “florida” da espiritualidade: a musiquinha de passarinho, a palestra suave, o passe, as orações, a meditação. E só. Mas a espiritualidade é muito mais profunda do que isto.

As pessoas também gostam da parte mística, mas só aquelas com receitinhas como por exemplo: canela na porta para atrair dinheiro, banho para sedução,  fazer um ramo de ervas para proteção, receitinhas que não custam nada fazer e que se espera um resultado final. Acontece que sem a mudança interna nada muda.

Deus não vai te dar nada ou te tirar nada. Deus está dentro de você e você vive as experiências que atraiu para você com suas atitudes, nesta e em outras vidas. Sejam estas experiências boas ou más, é fruto do que você é.

Simplesmente por este fato, o mínimo que as pessoas poderiam fazer é tentar conhecer o que se passou, onde pode melhorar, como ajustar os casos de obsessão, como evoluir como pessoa.

Mas algumas pessoas, quando ouvem que tem que mudar ou fazer algo para sua própria evolução, procuram lugares onde “Deus ou Jesus irá te salvar”, “Aceite Jesus e estará salvo”, “Deus vai operar um milagre em minha vida”. Na minha visão estas são doutrinas limitadoras da razão e da consciência.

Pensem nisso e comentem a opinião de vocês.

Beijo no coração.

Fernanda Filippini

 

Print Friendly, PDF & Email
2017-03-18T21:53:32+00:0031 agosto 2015|Categorias: Reflexões|Tags: , , |

About the Author:

Olá, meu nome é Fernanda, mas me chamam de Nanda, Fê, Fer, etc.. fique à vontade! Tenho 48 anos, nasci e moro em São Paulo. Sou espiritualista e procuro retirar o melhor que cada religião tem a oferecer. Trabalho numa fraternidade espírita há muitos anos. E com o passar do tempo, as pessoas começaram a me procurar para conversarem, desabafar, falar sobre seus problemas. De alguma forma inspirava confiança nelas. Paralelamente fui me aperfeiçoando nas Terapias Holísticas. Minha mediunidade é a intuição. Minha mentora direta é Nahira e a cigana que me acompanha é Lia. Elas estão sempre por perto me orientando e ajudando quando preciso ouvir e aconselhar alguém. Muitas vezes eu mesma me surpreendo com as palavras que falo. Fora elas temos os mentores da Fraternidade que orientam nosso trabalho, pois independente de qualquer coisa, nosso maior desejo é que as pessoas realmente descubram a força que têm dentro de si mesmas.