Mitologia – Poseidon

//Mitologia – Poseidon

Mitologia – Poseidon

Bom dia amigos!!! Que seja um dia iluminado para todos nós!

Hoje falaremos sobre Poseidon: O deus dos Mares e Terremotos.

Também conhecido como Netuno para os romanos, era um homem muito forte, com barbas e sempre representado com seu tridente na mão e as vezes com um golfinho. Sua casa era no fundo do mar e com seu tridente causava maremotos, tremores, além de fazer brotar água do solo.

Após a partilha do mundo por Zeus – depois de 10 anos de luta contra seu pai Cronos, Poseidon ficou responsável pelos mares, assim como Hades ficou responsável pelo submundo.

Poseidon era casado com Anfitrite que ficou conhecida com a rainha do oceano. Com ela teve um filho chamado Tritão e várias ninfas marinhas. Tritão aterrorizava os marinheiros com um barulho espantoso que ele fazia quando soprava o búzio, um instrumento, mas também com ele fazia sons maravilhosos.

Entretanto, na sua vida Poseidon teve muitos outros amores (mal de família!) e fora de seu casamento teve mais filhos que ficaram muito conhecidos por sua crueldade. Os dois mais conhecidos foram o Ciclope Polifemo e o gigante Orion.

Poseidon disputou com Atena, a deusa da sabedoria, para ser a deidade da cidade hoje conhecida como Atenas, porém Atena ganhou a competição e a cidade ficou conhecida com o seu nome.

Poseidon é também o pai de Pégaso, um cavalo alado gerado por Medusa, por esse motivo sempre esteve muito ligado aos cavalos e foi o primeiro a colocar cavalos na região. Outro caso de amor muito conhecido de Poseidon foi com sua irmã Demeter, ele a perseguiu e ela para evitá-lo se transformou em égua, porém ele se transformou em um garanhão e com ela teve um encantador cavalo, Arion.

Poseidon era um deus muito importante e celebravam em sua honra os Jogos místicos, constituídos de competições atléticas e também de musicas e poesias, realizados de dois em dois anos.

Até breve!

Dani

Print Friendly, PDF & Email
2017-03-18T20:23:13+00:0013 fevereiro 2014|Categorias: Mitologia, Mitos e Lendas|Tags: , |

About the Author: