Mitologia – Hades

Mitologia – Hades

Excelente dia Amigos!

Continuando a saga, hoje é dia de falarmos sobre o deus Hades.

Senhor do mundo dos mortos, irmão de Zeus e de Poseidon, passou a governar o submundo após a partilha do mundo entre os três irmãos. Na mitologia romana, ele é conhecido por Plutão.

Hades era descrito como um deus misterioso, impiedoso, insensível as preces e sacrifícios, intimidativo. Seu nome causava medo e era evocado através de eufemismos como Climeno (Ilustre) ou Eubeleu (o que dá bons conselhos) e raramente se envolvia nos assuntos humanos ou olimpianos, tendo saído apenas duas vezes do seu reino: uma para o Olimpo para curar-se de uma ferida causada por Hercules e outra para raptar Perséfone.

É nesse mito que melhor enfatiza Hades: vendo a garota brincando perto de uma fenda, Hades surge da terra e a rapta para o submundo. Angustiada com o desaparecimento da filha, Demeter, sua irmã, faz com que toda a plantação do mundo seque e a humanidade entra em um período de caos. Após intervenção de Zeus, Hades permite que Perséfone passe seis meses do ano com sua mãe, período que corresponde a Primavera e Verão e seis meses no submundo como sua esposa, período do Outono e do Inverno.

Hades permaneceu fiel à esposa Perséfone, salvo em duas ocasiões: a primeira quando teria se deixado enamorar pela ninfa do Cócito, Minta. A segunda teria sido o amor por uma oceânida – Leuce.

O primeiro mito estaria ligado ao próprio rapto de Perséfone: Minta (ou Minte), ninfa que habitava o Submundo, mantinha com Hades um relacionamento, interrompido por seu casamento; a ninfa então, procurando recuperar o amante, passou a se vangloriar, dizendo ser mais bonita que sua rival, despertando a fúria em Deméter que então puniu a moça presunçosa, fazendo em seu lugar surgir a menta.

Sua outra “escapadela” foi com Leuce, filha de Oceano, por quem ele se apaixonou e que por isso foi transformada no álamo prateado.

Quando Hades vinha à superfície, não era capaz de dominar os desejos pelas infelizes ninfas. Perséfone, contudo, sempre agia para conter esses impulsos, castigando os dois casos do marido.

Hades teve uma única filha de sua união com Perséfone: Macária, a deusa da boa morte.

Um forte abraço a todos!

Dani

Print Friendly, PDF & Email
2017-03-18T20:23:40+00:0014 fevereiro 2014|Categorias: Mitologia, Mitos e Lendas|Tags: , |

About the Author: