A Loira do Banheiro (Bloody Mary)

//A Loira do Banheiro (Bloody Mary)

A Loira do Banheiro (Bloody Mary)

Bom dia amigos!

Uma das lendas mais conhecidas é a Loira do Banheiro ou Bloody Mary.

Essa lenda é originária nos Estados Unidos e foi exportada para o Brasil, com o nome de “Loira do Banheiro”, tendo sofrido diversas alterações.

Existem várias versões sobre essa lenda e vamos falar apenas de três:

  1. Bloody Mary (Maria Sangrenta), é um espírito vingativo que aparece quando uma jovem, envolta em um cobertor, murmura três vezes olhando para o espelho do banheiro as palavras “Bloody Mary”, apenas com a luz de uma vela. Bloody Mary seria o fantasma de uma feiticeira que foi executada há um século por praticar magia negra. Ela mata todas as pessoas na casa de uma maneira brutal e sanguinária, o que justifica o nome.

  2. Nessa versão, Bloody Mary (Maria Sangrenta), era uma adolescente extremamente bela e vaidosa, que se tornou vítima de preconceito após ter o rosto desfigurado num acidente de carro. Ela teria vendido sua alma para poder se vingar de todos que a descriminaram ou das pessoas que se prendem demais a aparência, tendo possivelmente, cometido suicídio de frente para o espelho do banheiro, após ter feito o trato.

  3. Essa é a versão brasileira da Bloody Mary (Maria Sangrenta). Segundo a lenda, que é difundida principalmente entre colégios para assustar as crianças mais novas, se você disser “Loira Burra”, “Loira do Banheiro” ou proferir palavrões três vezes em frente ao espelho, o fantasma de uma bela mulher com longos cabelos loiros aparece e te mata, chupa seu sangue ou apenas te dá um bom susto. Dizem que a Loira do Banheiro morreu afogada no vaso sanitário durante um trote e sempre que alguém dá a descarga três vezes, chuta o vaso três vezes ou ainda chuta o vaso e fala três palavrões, ela aparece.

Em todas as versões, você deve chamá-la a meia noite para que ela apareça!

Alguém quer fazer o teste? 😛

Um ótimo dia!

Dani

Print Friendly, PDF & Email
2017-03-18T20:30:02+00:0031 março 2014|Categorias: Mitologia, Mitos e Lendas|Tags: , , , |

About the Author: